Mais 25 guardadores de veículos ganham emprego formal no sistema Zona Azul

Prefeitura anuncia Zona Azul com redução no preço e isenção para moradores do Centro

Valorizando a inclusão social dos guardadores de veículos (flanelinhas) que atuam no Centro, mais 25 trabalhadores ganharam oportunidade de emprego formal ao serem selecionados para atuar como monitores no sistema de estacionamento rotativo Zona Azul. Eles foram escolhidos no último processo seletivo e passarão por uma série de treinamentos, a partir da próxima semana, para se juntarem aos 45 profissionais que já estão atuando no sistema, desde o dia 17 de janeiro, na fase educativa do serviço, sem cobrança de taxa. A cobrança se iniciará no dia 17 de fevereiro.

Segundo o diretor operacional do Consórcio Amazônia, concessionária do sistema, Guilherme Rocha, os novos monitores estão ganhando a oportunidade de ingressar no mercado de trabalho formal, tendo assegurados todos os direitos previstos por lei. Ele adiantou que novas contratações serão feitas, conforme a expansão do Zona Azul.

O presidente da Associação dos Guardadores e Lavadores Autônomos de Veículos do Amazonas (Aglavam), Henrique Santos, ressaltou a importância do trabalho que tem sido feito para absorver os guardadores e lavadores de veículos que atuam no Centro. “Diariamente, estamos recebendo os currículos e encaminhando para os recrutadores do Consórcio Amazônia, para que, conforme as vagas forem surgindo, eles possam selecionar”, afirmou. Henrique explicou que tem conversado com os guardadores e lavadores de carros e eles estão satisfeitos com a oportunidade trabalhar formalmente. 

Treinamento

Nos treinamentos, os novos monitores aprenderão sobre as normas que regem o sistema de estacionamento rotativo, técnicas de atendimento ao usuário, além do manuseio dos equipamentos utilizados para verificação se o cliente está com a vaga regular junto ao sistema.

Para o monitor Luiz Moreira, que começou a trabalhar no lançamento do Zona Azul, a oportunidade tem sido muito válida. “Eu trabalhava na rua José Clemente e não tinha um salário fixo. Alguns dias eram melhores do que outros. E, agora, eu sei que posso contar com um salário fixo para sustentar minha família”, destacou.

Funcionamento do Sistema Zona Azul

No sistema Zona Azul, o usuário pode visualizar as vagas disponíveis através do aplicativo, pelo celular. Ao chegar ao local, estaciona e regulariza a sua vaga, efetuando o pagamento. O pagamento pode ser feito através do portal www.zamanaus.com.br ou pelo aplicativo ‘Zona Azul Manaus’, disponível gratuitamente nas lojas Google Play ou App Store. Além disso, o Consórcio Amazônia está também firmando parceria com os lojistas do Centro, para habilitar alguns pontos de vendas de créditos.

Cada vaga do sistema Zona Azul é dotada de sensor, que vai detectar a hora em que o veículo estacionou. O veículo poderá permanecer estacionado por no máximo 3 horas.

O Zona Azul conta, inicialmente, com 1.500 vagas de estacionamento. Em um mês chegará a um total de 3 mil. A meta é que, em três meses, 5 mil vagas estejam funcionando. As vagas de estacionamento estão disponíveis na avenida Eduardo Ribeiro e nas ruas 10 de Julho, Barroso, Henrique Martins, Rui Barbosa, 24 de Maio, Costa Azevedo, Marçal, Dona Libânia, Monsenhor Coutinho, Tapajós, Lobo D’Almada, Joaquim Sarmento, José Clemente, Ramos Ferreira, Frei Lourenço e Ferreira Pena.

O Zona Azul irá funcionar de segunda-feira à sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, de 8h às 17h. No domingo não haverá cobrança pelo sistema.

Fotos: Alex Pazuello / Semcom

Disponíveis em: https://flic.kr/s/aHsmc53njD

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *