Aplicativo Zona Azul facilita compra de crédito e agiliza estacionamento no Centro

Comprar créditos
Manaus agora tem estacionamento rotativo no Centro: o Zona Azul. Para facilitar o estacionamento, antes de sair de casa, basta baixar o aplicativo Zona Azul Manaus, disponível gratuitamente nas lojas Play Store e Apple Store.  É Simples, fácil e prático.
Zona Azul custa R$ 2,45 por hora, com tempo máximo de permanência de três horas em cada vaga, e funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h, e aos sábados, das 8h às 17h.
O controle é feito por meio de um sensor e pelos monitores, que garantem o registro preciso do histórico detalhado de cada estacionamento. De acordo com o Diretor Operacional do Consórcio que administra a Zona Azul, Guilherme Rocha, uma das principais dúvidas da população ainda é a compra de crédito.
 “Muitas pessoas ainda não entenderam como funciona a compra de crédito e isso dificulta mais a agilidade para o uso do serviço. Por isso, estamos incentivando cada dia que as pessoas baixem o aplicativo e comprem crédito antecipado”, disse Guilherme.

Outras formas de comprar crédito

Ele destaca que a compra de créditos do Zona Azul também pode ser feita com os monitores, em bancas autorizadas e estabelecimentos comerciais, ou antecipadamente no site www.zamanaus.com.br e no aplicativo de celular Zona Azul Manaus, disponível gratuitamente nas lojas Play Store e Apple Store.
O monitoramento inteligente do sistema identifica onde está a maior quantidade de vagas ocupadas. Assim, monitores são enviados para atender os motoristas.
Outra dúvida muito comum é quando a pessoa não encontra o monitor no exato momento que estacionou. “A contagem começa a partir do momento que o monitor identifica o estacionamento, aí a placa é consultada para saber se o estacionamento está regularizado. Mas é importante saber que a tolerância é de 15 minutos para regularização”, esclareceu.

Quantidade de monitores

Atualmente, o serviço está funcionando, com cerca de 60 monitores, 90% deles ex-guardadores de veículos que atuavam no Centro da cidade e seus familiares. Os monitores são funcionários contratados do Consórcio pelo regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT).